Evasão fiscal – A veleidade de pensar que se sabe mais que os outros

Quando pedimos a um mecânico ou a um eletricista para ir a casa reparar alguma coisa fazemo-lo porque assumimos que essas pessoas, enquanto técnicos, sabem bastante mais que nós e vão resolver o problema.

Vá-se lá saber porquê, quando se trata de impostos, já nos achamos sabichões, acreditando que vamos passar incólumes pela tempestade, com uns “guarda-chuvas” imaginários que só nós estamos a ver.

Os inspetores da Autoridade Tributária também são técnicos. Há anos que fazem um trabalho específico de auditoria fiscal às empresas, a milhares de empresas, de negócios e de pessoas. Já passaram por todo o tipo de situações, desde erros materiais até graves crimes fiscais.

A sua especialização em leis fiscais coloca-os, em Saber, acima dos contabilistas, que lidam com áreas mais abrangentes de conhecimento.

Portanto, basearmo-nos na ideia de que estas pessoas são incapazes quando fazemos o nosso planeamento fiscal é capaz de não ser muito inteligente. Uma coisa é garantida – em caso de inspeção esta arrogância sai caríssima.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Partilhe esta artigo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos recentes

Artigos destacados